L. Bronwstone
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
ContatoContato
Textos


x-xx-x-x-x-xx-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x—x
Vídeo da simulação iniciando... parte02
xx.x.x.x.x.x.x..x.x.x.x.x.x.x.xx.x.x.x.x.x.x.x.x.x
 

 
                                                              LÍDERES DO SUL
 


 
     Estamos quase nos aproximando da localização das tribos, foi uma longa caminhada, mas serviu para colhermos informações e conhecer um pouco do território, estamos indo  conhecer a líder da tribo Stone, o nome verdadeiro dela é muito difícil de ser pronunciado, nem tentarei, mas para os estrangeiros ela é conhecida como Mariah – A lótus , é uma guerreira em torno dos 25 anos, tem experiência em batalha, assumiu a liderança após a morte dos pais é muito respeitada pela tribo. 

    Ao chegar na entrada do vilarejo, fomos bem recebidos apesar dos olhares atentos dos vigias, pude notar as defesas do vilarejo, pareciam estar tudo em perfeitas condições, os muros eram altos, praticamente feitos de troncos de árvores,  porém sem galhos, gostei muito do que vi, a altura é em torno de oito a dez metros de altura, só havia um portão, não aparentava ter outras saídas, havia casas, algumas feitas de barro, outras de madeira, outras de pedra e algumas de tecido, o vilarejo é muito diversificado, pelo que pude notar a moradia eram  por status, existia hierarquia  naquela tribo, isso ajudaria muito em campo de batalha, após alguns minutos caminhando me aproximei da entrada da moradia da líder, aguardei no lado de fora por alguns segundos para enfim conhecê-la.


    Quando ela saiu fiquei surpreendido por tamanha beleza, mas sinceramente achei que ela fosse maior deveria ter em torno de um metro e cinqüenta cinco  centímetros, brincadeiras a parte preferi não dizer nada disso, tínhamos assuntos mais sérios a ser tratado, as veste dela é incrível, totalmente feita de pele de animal, tanto a calça quanto a blusa, acho que ela confia  na nossa causa, conversamos um pouco e ela  me forneceu informações importantes da  própria  tribo para eu conseguir montar uma estratégia, caso precisasse lutar, ela me disse que a tribo  tem em torno de três mil pessoas,  porém apenas setecentos são  guerreiros, os outros são agricultores, caçadores e  negociadores, perguntei para ela se tinha informações das tribos do norte, ela disse que tinha porém é muito escassas, disse também que nunca conseguiu entrar  nas muralhas do norte, mas talvez o líder da tribo Azon tenha respostas.

    Agora sendo honesto com vocês não é o número de guerreiros que eu esperava encontrar nesta tribo, mas tínhamos que nos contentar, vamos nos hospedar hoje no vilarejo e amanha partiremos para a tribo Azon, tenho poucas informações sobre esta tribo apenas sei o nome do líder que é chamado de  Ghouls.

   Foram dois dias de caminhada com poucas pausas, o grupo havia aumentado além de alguns assassinos que estavam comigo, cinco nativos da tribo Stone incluído Mariah estavam comigo nesta empreitada, felizmente chegou aquele esperado momento, estávamos em cima de um pico muito alto  de terra e  já conseguíamos vê as estruturas do lugar, para minha surpresa e dos restante dos assassinos, o que víamos era motivador, não era um lugar semelhante a Stone, aquilo não podia ser chamado de vilarejo, as estruturas daquele lugar é semelhante a de algumas cidades da Europa, vamos definir a o lugar como uma pequena cidade.

   Descemos o pico e fomos em direção à pequena cidade, a maioria das casas eram de madeiras, mas muito bem estruturadas, havia algumas de pedra, bem produzida por sinal, àquilo era de outro nível bem semelhantes mesmo com as cidades que existem na Europa. Os muros eram de tronco de árvores, na mesma altura dos muros de Stone, porém eram fortificados, em torno de noventa centímetros de espessura, tinha também diversos portões de entrada e saída, porém todos muito bem vigiados, para você ter noção meus olhos não conseguiam ver o final da cidade.

  Entramos com facilidade na cidade já esperavam a nossa chegada, fomos então em direção à sala de reuniões de Azon, dentro da cidade observei que tinha diversos símbolos pintados nos muros, existiam muitas pinturas espelhadas pela cidade, nas casas, nos muros, nas árvores, aparentemente pinturas de anjos.  Na metade do caminho percebi um homem muito grande vindo em minha direção, ele estava acompanhado de cinco nativos, todos bem equipados e armados, roupas mistas em puro couro e pelos de animais avista, este homem chamava muita atenção pela altura e o porte físico, era muito forte, não era obesidade era massa muscular, ele então vinha em minha direção e eu continuei caminhando até ficarmos frente a frente, ele com poucas palavras nos disse:
 
 - Prazer assassinos, bem vindos à tribo de Azon, sou Ghous o líder desta comunidade, caminhem comigo, por favor.
 

   Enfatizei-me com aquele cara, apesar da aparência monstruosa, ele parecia ser um homem pacífico, após a pequena apresentação, fomos em direção a sala de reuniões, para ver o que conseguiríamos de informações,  para enfim montar uma estratégia para avançarmos para o norte.
L Brownstone
Enviado por L Brownstone em 20/08/2017
Alterado em 10/11/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras